terça-feira, 18 de outubro de 2011

TPM, ninguém merece!


Veja como minimizar a irritação e os desconfortos desse período tão delicado com dicas de automassagem, aromaterapia, chás de ervas, florais e cuidados com a alimentação.

Cerca de 400 vezes durante a vida, o organismo feminino se mobiliza para gerar uma criança. A taxa de hormônios sobe, ocorre a ovulação e o útero fica pronto para receber o óvulo fecundado. “Se a fecundação não acontece, os índices hormonais caem de repente”, explica o endocrinologista carioca Tércio Rocha. Resultado: a Síndrome da Tensão Pré-Menstrual chega para virar do avesso, o corpo e a cabeça da mulher, que só se vê livre do inchaço, da dor de cabeça e da irritação (muitas vezes insuportável para si mesma e para as outras pessoas) quando a menstruação, finalmente, começa.

Hormônios à parte, fatores externos como: problemas conjugais, dificuldades econômicas, doenças na família, pressão no trabalho e estresse, podem agravar ou mesmo desencadear esses sintomas. Mas, como hormônios e problemas todo mundo tem, o que conta de verdade é o que cada um faz para manter a calma e o bom astral frente às dificuldades.

Os três especialistas dão as chaves para amenizar os sintomas emocionais da TPM: ter pensamentos otimistas, conversar para aliviar a tensão, fazer algo por outras pessoas, manter a vida sexual ativa e não exigir demais de si mesma. Além disso, alguns cuidados com o corpo, orientados por medicina chinesa, práticas de automassagem, aromaterapia, fitoterapia e florais, ajudam muito a ter mais disposição e equilíbrio nesse período.

Alimentação
Consumir álcool, sal e açúcar refinado em excesso favorece a retenção de água no organismo, o que aumenta o inchaço típico da TPM. O melhor é evitá-los. O mesmo vale para as gorduras, que agravam os sintomas em geral. Já, o consumo de leite desnatado e derivado light, tem sinal verde, pois o cálcio reduz os sintomas da TPM. O mesmo vale para alimentos ricos em manganês (legumes, castanhas e grãos integrais) e magnésio (cereais e vegetais verdes), que diminuem a irritação. Cereais e legumes são uma importante fonte de vitamina B6, fundamental para a produção da serotonina – um neurotransmissor que garante a boa disposição. Arroz e outros cereais integrais também são bem-vindos. Para evitar os acessos de gula típicos da TPM, faça várias pequenas refeições ao longo do dia, com intervalos de cerca de três horas entre elas.

Fitoterapia
Para aliviar a tensão física, mental e emocional provocada pela TPM, a Fitoterapêuta e Bioquímica catarinense, Selmira Dieprich, que também é farmacêutica homeopata, recomenda chá de hortelã, de prímula (só uma folha ou um pedacinho do caule), das folhas da pimenteira ou da raiz do dente-de-leão, que fortalece o útero. Escolha um deles quando sentir a TPM chegando e beba ao longo do dia, até três xícaras no total. Outra dica para ajudar no relaxamento físico e emocional é o extrato ou a tintura de valeriana (cinco gotas num pouco de água, três vezes ao dia).

Automassagem
O shiatsu é uma técnica de massagem que veio do Japão, mas é baseada nos princípios da medicina chinesa. Defende que nosso bem-estar depende do bom fluxo de energia por caminhos que percorrem o corpo todo – os meridianos. Qualquer bloqueio pode gerar dor ou se transformar numa doença. “A massagem reequilibra a energia do órgão relacionado a cada ponto, melhorando a saúde física, mental e emocional. Porém não é indicada quando o fluxo menstrual é abundante ou durante a gravidez”, diz Daniel Luz, shiatsu-terapeuta e acupunturista da equipe de medicina tradicional chinesa do Instituto de Medicina Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ele ensina o jeito certo de fazer a automassagem: “Toque em pontos nas duas mãos e em ambas as pernas. Massageie cada um deles durante um minuto, com movimentos circulares, no sentido horário e com bastante pressão. O ideal é realizar a série três vezes por semana”. Para aliviar a TPM massegeaie esses quatro pontos-chave:

1. Ponto he gu, na base do V formado pela junção do indicador com o polegar.





2. Ponto tai chong, abaixo da base do dedão do pé, no V entre o dedão e o primeiro dedo, onde é possível sentir a pulsação.





3. Ponto san yin jiao fica quatro dedos acima da parte saliente do osso interno do tornozelo.





4. Ponto zu san li, quatro dedos abaixo do joelho do lado externo do osso da canela.




Florais
A terapia dos florais foi fundada no começo do século passado pelo médico inglês Edward Bach. Ele desenvolveu essências capazes de restaurar o equilíbrio emocional. Muitas delas aliviam os descontroles e o cansaço típicos da TPM. “O efeito pode ser imediato ou demorar um pouco. O ideal é tomar as gotinhas por três meses pelo menos”, diz o terapeuta floral Josef Karel Tlach, de São Paulo.
Você pode unir até cinco essências florais na mesma fórmula, feita em farmácias homeopáticas. Tome quatro gotas, quatro vezes ao dia. Em crises severas, tome quatro gotas oito vezes ao dia. Ao melhorar, vá espaçando as doses até reduzir para quatro vezes ao dia. Os terapeutas florais Josef Tlach e Sandra Spiri, ambos de São Paulo, indicam os seguintes florais de Bach para os sintomas da TPM:

Mustard – Para aliviar inchaço e depressão sem causa definida.
Beech – Quando estiver muito irritada, agressiva e intolerante.
Hornbeam – Se a TPM está associada ao estresse mental, traz clareza aos pensamentos.
Olive – Alivia sintomas de cansaço, desânimo e estresse profundos.
Cherry plum – Ameniza a irritação e o descontrole emocional.
Gentian – Estimula a autoconfiança.
Rescue – Reúne cinco flores, ótimo para combater todos os sintomas da TPM.
Larch – Para insegurança e irritação.
Scleranthus – Alivia basicamente a irritação e o descontrole emocional.
Crab Apple – Favorece a eliminação de líquidos e alivia o inchaço.
Impatiens – Combate a impaciência e a ansiedade exagerada (embora o Rescue já contenha Impatiens, esse floral pode ser usado separadamente para reforçar o efeito).

Reflexologia
Nos pés, temos os pontos que correspondem a todos os órgãos e à coluna. Essa é a base da reflexologia, que por meio de toques restabelece o equilíbrio energético do corpo e estimula o funcionamento do metabolismo. “No caso da TPM, a reflexologia age sobre os sintomas físicos e emocionais”, observa o reflexologista Jorge Matsuyama, professor do Senac, de Porto Alegre.
Ele indica uma versão da automassagem para fazer em casa: coloque uma bolinha de tênis no chão e pise descalço, colocando todo o peso do corpo sobre ela. Faça movimentos circulares, massageando toda a extensão da sola por cinco minutos, inclusive dedos e calcanhar. Insista nas regiões doloridas. Comece com o pé esquerdo e faça uma pausa, sentindo os dois pés no chão, antes de trocar a bolinha para o pé direito.






Jin shin jyutsu
Antiga técnica curativa japonesa, o jin shin jyutsu é realizado pelo toque suave das mãos – sem massagem nem pressão – em alguns pontos específicos do corpo. “Eles são chamados de travas de segurança de energia, ficam bloqueados por pensamentos e emoções acumulados, alterando o fluxo energético e o bem-estar”, afirma a instrutora Cristina Minamisawa, da Associação Brasileira de Jin-Shin-Jyutsu, de São Paulo. Ela indica os toques para a TPM. O ideal é fazê-los todos os dias, dez minutos pela manhã e à noite.

• Coloque as mãos nos dois lados do peito, um pouco acima dos seios e da linha das axilas, e observe se sente aí sua pulsação. Mantenha o toque por cerca de cinco minutos. Ele reequilibra as funções reprodutivas e hormonais.






• Para acalmar-se, envolva o pulso direito com a mão esquerda por alguns minutos. Depois troque.




• Contra irritação, segure o dedo médio direito com a mão esquerda por alguns minutos. Depois alterne.





Medicina chinesa
Segundo a medicina chinesa, os sintomas da TPM estão relacionados aos órgãos vitais e podem ser reequilibrados com a alimentação.

Uma desarmonia no fígado gera excesso de calor e por sua vez provoca irritação. “Para ficar menos irritada no período pré-menstrual, evite bebidas alcoólicas e alimentos que sobrecarreguem esse órgão, como carne vermelha e gordura”, explica o ginecologista Mauro Perini, professor de Acupuntura da Universidade Federal de São Paulo e diretor clínico do Spa Yan Sou, de Bragança Paulista. Dê preferência à carne de peixe e às bebidas refrescantes, como chá de hortelã.

O inchaço provocado pela retenção de líquidos, típico da TPM, é provocado por uma alteração no baço. Para reequilibrar esse órgão, evite alimentos que, segundo os chineses, aumentam a umidade do corpo, especialmente leite integral e derivados, e reduza o sal. O chá mais indicado é o de carqueja, que é diurético e favorece a eliminação de líquidos.
Freqüente na TPM, a melancolia é provocada por um desequilíbrio da energia do pulmão. Para combatê-la, prefira alimentos picantes, que fortalecem esse órgão, como o nabo e o rabanete. O chá perfeito é o de gengibre. Ferva a raiz fresca, coe e beba.
O desejo exagerado de comer doces vem de uma alteração no rim. Para tonificar esse órgão, coma frutos do mar e algas, brotos de feijão, soja e bambu, cogumelos, mandioca.

Aromaterapia
Sentir o aroma dos óleos essenciais ou massagear o corpo com eles é uma das maneiras mais simples e gostosas de diminuir o desconforto da TPM e ainda ficar com o corpo perfumado e macio.
Os óleos podem ser usados na banheira (quatro ou cinco gotas), no chuveiro (uma gota na esponja com sabonete líquido), na massagem (uma ou duas gotas em 15 ml de óleo de semente de uva) ou no travesseiro (1 gota na lateral do travesseiro não muito próximo ao nariz). Use as essências uma vez por dia, na semana anterior à menstruação.

A psicóloga e terapeuta floral Sandra Spiri, presidente da Associação Brasileira de Aromaterapia, indica alguns óleos essenciais para essa fase. Misture no máximo dois aromas e prefira os produtos naturais (os sintéticos não têm efeito terapêutico:(
Sálvia: Restabelece o equilíbrio hormonal.
Pau-rosa: Previne e alivia dor de cabeça e irritação.
Alecrim e gerânio: Combinados, diminuem o inchaço.
Bergamota: Reduz depressão e aumenta a auto-estima.
Camomila e lavanda: Trazem calma e clareza.
Rosa: Relaxa e é analgésico
.

Texto: Mariana Viktor
Enviado por: Eva Lisa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...