sábado, 22 de março de 2014

Sutiã inadequado causa dores nas costas e inflamações musculares…


Saiba como escolher o sutiã ideal 

                   

Não se trata apenas de aparência, um ajuste imperfeito pode causar dor nas costas, inflamação nos músculos, retenção da drenagem linfática, indigestão, dores no peito, má postura e até mesmo dores de cabeça.

De acordo com um estudo realizado pela Associação Britânica de Quiropraxia (BCA), o uso do tamanho de sutiã errado pode desencadear uma série de problemas, incluindo dor nas costas, restrição na respiração, escoriações, dores no peito e má postura.




Estudos realizados por fabricantes de lingerie revelam que 80% das mulheres usam o sutiã errado.

As dores causadas pelo uso prolongado de um sutiã inadequado pode torna-las crônicas e acarretar problemas na velhice.
  
Porque Ocorrem



No momento da escolha da compra de um sutiã, a medida do tamanho por vezes não é proporcional ao volume dos seios e as alças são por vezes demasiadas curtas provocando tensões musculares sobretudo na região do ombro.

A alça, colocada bem em cima do músculo do trapézio, faz pressão nos ombros. Sendo uma ação repetitiva, a longo prazo pode conduzir a uma dor muscular localizada e até desencadear um processo inflamatório muscular.

De acordo com alguns especialistas, muitas mulheres optam pelo sutiã com tiras largas cruzando as costas, como um maiô de natação, pensando em maior sustentação - o que não corresponde à verdade. Por ser bem justo ao corpo, também exerce grande a pressão no músculo trapézio, podendo provocar dores na região dorsal.

Com o processo inflamatório instalado, a dor pode se agravar e irradiar ainda para a região cervical. O quadro doloroso pode ser potencializado pelas atividades do dia a dia – má postura ao sentar, altura inadequada do computador, tensão, etc.




Seios muito grandes podem também provocar dores nas costas e no pescoço provocado pela mudança do ponto de gravidade do tronco, por isso é necessário usar um sutiã de qualidade que proporcione o apoio adequado.

Danos provocados por uso de um sutiã incorreto
Dores musculares (nos ombros, braços, pescoço, peito e na coluna vertebral), Tensões e inflamações musculares, sobretudo o músculo trapézio. Distensões na cintura escapular, Dores nas costas (lombalgias e dorsalgias), Irritação de todas as articulações escápulo-umerais. Dores de cabeça, Indigestão, Má postura.
  
Recomendações na escolha do sutiã

O peito deve encher as copas.
O sutiã ideal precisa equilibrar o peso dos seios entre as alças e a faixa presa nas costas, evitando que as costas e os ombros fiquem tensos. A proporção é de que 80% do peso seja sustentado pela cinta que circunda o tórax e apenas 20% do peso seja apoiado nas alças. Esta proporção é importante para que a tensão não cause dores musculares.
Um sutiã deve ser firme (não apertado) ao redor das costas e suportar o peso dos seios, a médio e inferior das costas. Ao contrário do que se pensa, as alças não são as maiores responsáveis pela sustentação dos seios, e sim o bojo e aquela faixa que envolve o tórax, que devem ter o tamanho certo.

O sutiã não deve ficar muito alto nas costas, a fim de que a coluna não seja sobrecarregada.
A parte da frente do sutiã deve assentar perfeitamente no esterno.
O sutiã deve puxar para trás e não para frente. Com isso, o efeito natural da gravidade é minimizado.

As alças devem ser largas e acolchoadas, o cós elástico em formato anatómico para adaptar-se perfeitamente ao corpo. Os aros devem acompanhar o peito e não vincar.
As alças não devem estar demasiado subidas nem apertar os ombros
Os soutiens devem ser em materiais compatíveis com a pele e sem substâncias nocivas.


VALE LEMBRAR:

Não usar o mesmo modelo durante longos períodos.
Um bom sutiã pode contribuir para corrigir a má postura.
Lave seus soutiens na mão e seque-os à sombra

Curiosidade: No final de século XIX, foi criado na França o precursor do soutien, numa tentativa de oferecer às mulheres mais conforto do que o repressor espartilho. A boutique de Heminie Cadolle elaborou um modelo em tecido à base de algodão e seda, semelhante aos modelos atuais. Em 1914 o soutien foi devidamente reconhecido e patenteado nos Estados Unidos pela socialite nova-iorquina Mary Phelps Jacob. Era feito com dois lenços, um pedaço de fita cor-de-rosa e um pouco de cordão. Ela resolveu vender a patente a uma fábrica de roupas femininas, a Warner Brothers Corset Company, por 15 mil dólares da época. Era o início da industrialização do lingerie, porém havia poucas opções de tamanho e o ajuste era feito por presilhas nas alças.

      




SENSUALIDADE EXPLORADA
           



        



A década de 80 a cantora Madonna consagrou a exposição da lingerie, usando soutiens, corpetes e cintas-ligas como roupas, e não mais como underwear (roupa de baixo). O público feminino adotou a idéia e a explora até hoje. A indústria de lingerie, por sua vez, elabora modelos cada vez mais sensuais e de materiais confortáveis.
Transparências passaram a revelar belos soutiens e corseletes, usados até mesmo em ocasiões formais. Perto do ano 2000, as alcinhas de soutien são propositadamente deixadas à mostra. Revelando que as roupas íntimas estão longe de servir apenas para manter a higiene e conforto das mulheres, mas fazer parte da moda e do arsenal de sedução.

DICAS PARA O VERÃO – PRAIA E PSCINAS



"Você é daquelas pessoas que, quando vão à praia, se recusam a tirar a canga? Então essa dica é para você. Chegou a hora de sair dessa neura e escolher o biquíni ideal para o seu tipo de corpo. Não dá para deixar de aproveitar o verão só porque você está insatisfeita com as suas medidas. Quer disfarçar o volume dos seios? Opte por modelos com alças mais largas. As cores devem atrair a atenção para a região do quadril e neutralizar o volume da parte superior. Para as mulheres com seios pequenos, os sutiãs com bojo são os ideais, já que ajudam a dar volume ao busto. O top tomara que caia é perfeito para quem tem cintura reta." Conteúdo extraído do site:



http://entretenimento.r7.com/blogs/gustavo-sarti


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...