sexta-feira, 18 de maio de 2012

Causas das doenças na visão Metafísica


"Acredito que é hora de pararmos para nos perguntar por que um organismo que sempre foi capaz de se adaptar e se defender preservando a saúde fica doente de uma hora para outra. Ou, ainda, por que desenvolvemos um tipo de doença em um certo local do corpo e não em outro? A Metafísica moderna tem investigado e encontrado dramáticas e surpreendentes leis que nos revelam como funcionamos. Esta obra traz uma nova visão de vida e ensina a compreender os sinais de seu corpo muito antes que a doença chegue." (Gasparetto)



A maior parte das pessoas atribui à sorte ou ao azar, ao acaso ou a um poder superior, a causa e o comando de tudo que lhes acontece na vida. Assumem posturas internas, se tornando vitimas da situação. A Metafísica da Saúde mostra que 99% das situações de doenças são causadas por padrões de comportamento e pensamento que trazemos conosco. Até o padrão familiar, muitas vezes passando de pai para filho, causa desequilíbrios emocionais e físicos. Muitas vezes o filho não desenvolve a doença que existe em família, por causa do patrão de pensamento e comportamento diferenciado, isso quer dizer que o indivíduo pode ter a tendência, mas não desenvolve pela maneira de ser. 



Na Metafísica acredita-se nos registros subconscientes, onde fica registrado o conteúdo vivido que serve de fonte de consciência. Exerce significativa influência nas atividades mentais. Desempenha importante função como arquivo do que você já validou e escolheu como verdade.




CRENÇAS
As crenças podem se originar dos valores morais ou religiosos que nos são passados pela educação ou formulados através de nossas próprias experiências. Elas representam as certezas interiores ou aquilo que tomamos como verdadeiro para nós. Na maioria das vezes são adotadas sem nenhum critério seletivo, não questionamos se esses valores ainda servem para a realidade atual, por isso eles são falsos valores. Porém aqueles que são formulados como resultado de nossas vivências são mais realistas, por isso nós os consideramos valores verdadeiros.

As crenças estabelecidas ao longo de sua existência determinam a maneira como você encara os fatos da vida e servem de base para a escolha de como você deve reagir e se comportar. Para cada pensamento teremos uma reação em nosso sistema ou uma sensação. Assim eles também determinam a qualidade de bem ou mal-estar de seu dia-a-dia. De certa forma, nossas crenças moldam a realidade, reproduzindo no ambiente externo aquilo que concebemos interiormente. Cada um vive de acordo com suas próprias crenças. Se você acredita no bem, terá bons pensamentos, consequentemente sua vida seguirá por um curso harmonioso. Já aqueles que acreditam no mal são maliciosos, veem maldade em tudo, acabando por atrair episódios ruins.

Ser otimista é pensar nas perspectivas favoráveis de uma situação, enquanto ser pessimista é nutrir pensamentos negativos e dar muita importância aos obstáculos.

MENTE
A mente é comandada por você, por seu livre-arbítrio. De modo geral, aquilo que se pensa sobre si mesmo e sobre a vida determina a realidade à sua volta. Nutrir ideias de inferioridade o faz sentir-se imperfeito. Essa postura criará um cenário desolador, onde você será o protagonista. Para que a condição interna se torne realidade, é necessário crer de forma total, visceral, apaixonadamente ou a corporificar tais ideias. 


Não adianta só desejar, é necessário sentir para que se torne real, caso contrário, mesmo querendo ter bons resultados, se os pensamentos não forem fortes o suficiente para impressionar e para se imprimir em nosso sistema, os resultados não serão alcançados. Todos aspiram a alcançar seus objetivos na vida, mas isso não é suficiente por si só. Para obter sucesso é preciso sentir-se no direito de usufruir os privilégios de ser bem-sucedido. Não basta almejar um bom emprego ou fazer bons negócios, é preciso sentir-se em condições de ser contratado e merecedor da oportunidade profissional. É preciso ter isso implantado em seu sistema, de forma que pareça ser completamente natural. A força do pensamento atua tanto nas funções biológicas do corpo como no ambiente ao redor.

Os cientistas afirmam que não existe nada individualizado no homem, que tudo é um conjunto integrado. Assim, somos sentimentos, emoções, espírito, neurônios e o corpo inteiro. Na visão metafísica, isso se estende também ao ambiente, às pessoas ao redor e ao universo. Portanto, o que é considerado mente na verdade são atributos naturais e não possuem fim ou começo. As concepções mentais são capazes de abranger todo o universo, podendo exercer algum tipo de influência nele.



 DOENÇA
Se você apresenta algum problema físico, é importante perceber qual aspecto da vida está deixando de fluir adequadamente. A doença é a manifestação dos conflitos interiores. Antes de ocorrer a somatização, a pessoa apresenta problemas de ordem emocional, como angústia, depressão, medo, etc. Essa condição interna é um aviso de que sua atuação na vida é inadequada a seu temperamento. Ela acusa a postura embaraçosa de alguém que está se boicotando em favor dos outros e se desviando de seu verdadeiro ser.

Esse mecanismo existe para alertar e não para castigar. Desse modo você poderá perceber o mal que está fazendo para si mesmo. A partir do momento que há um reposicionamento interior, resgata-se a harmonia e consequentemente a saúde. É você quem cria as condições propícias à manifestação das doenças. Da mesma forma, você também tem a capacidade de destruí-las e sarar. Talvez seja difícil conceber que você é a causa dos distúrbios da saúde, pois aprendeu erradamente que o corpo fica doente sem a sua participação.

A metafísica vem mostrando que cada um é responsável por tudo que acontece em seu corpo. Uma vez já somatizada a doença, é preciso ter o acompanhamento médico para restabelecer o físico. Paralelamente ao uso de medicamentos, é necessário mudar as atitudes inadequadas que causam prejuízos emocionais e físicos. Os remédios tratam o físico, fortalecem temporariamente o corpo e eliminam os sintomas. Mas, se você não mudar a condição interna que está gerando a doença, ela surge em outra área do organismo.

Para encontrar as causas metafísicas das doenças não é necessário se pressionar, nem se obrigar a chegar à raiz do problema. Assim você estará indo contra si próprio, e isso abala ainda mais sua condição interna, agravando os sintomas físicos. A resposta surge naturalmente, basta olhar para si mesmo e tentar descobrir em que área da vida você não tem fluído bem. Observe o que está afetando sua estabilidade emocional e, finalmente, o que o leva a ficar nesse estado. Você pode até ter razão por se sentir assim, no entanto isso não faz bem emocionalmente e afeta o corpo. Procure resgatar a serenidade, não se julgue nem se deixe afetar pelos julgamentos dos outros. Dê-se força, não se obrigue a nada, deixe a consciência agir sobre você. Admita o fato de não estar encarando a situação da melhor maneira, procure adotar uma nova postura de vida. Desse modo você estará resgatando sua integridade moral, consequentemente a dor física deixará de existir.

DOR
A dor é uma sensação exagerada, com o intuito de despertar a consciência para as nossas inadequações. Ela não é o único caminho para o progresso espiritual, como muitos pensam. Ela faz parte da vida daqueles que resistem ao fluxo natural do ser e persiste enquanto não houver a reformulação interior. Essa transformação pode ocorrer naturalmente durante o período de convalescença, sem que a pessoa associe seu emocional afetado com a doença, apesar de estarem intimamente interligados. A dor promove um estado de reflexão. O simples fato de se abster da dinâmica do cotidiano por conta de sua condição debilitada já é um fator positivo para se trabalhar interiormente.

Quando isso acontece, a pessoa altera seus valores e supera esse período obscuro de sua vida com uma nova postura. Ninguém sai de uma fase de sofrimento com a mesma cabeça, porque a situação só muda se você mudar. A dor tem um poder de transformar o indivíduo. Ela é uma condição extrema para superar os bloqueios instalados durante a trajetória de vida. Ela só passa definitivamente quando a pessoa muda sua atitude interna. A cura é uma combinação do tratamento físico com o reposicionamento interior. Do mesmo modo que é importante procurar o médico, também é necessário investigar as causas emocionais. Uma vez reparada a condição interna, o tratamento físico se torna mais eficaz. A consciência metafísica acelera o processo de recuperação, por indicar em você aquilo que está mal resolvido. Partindo disso, é só ter boa vontade, abandonar a vaidade e não ser resistente, que a reformulação acontece com naturalidade.

Sistema Respiratório
Significa inspirar e expirar. O processo expressa a capacidade de absorver e se expor ao âmbito de troca, do dar e do receber. Se a pessoa lidar bem com isso em sua vida seu sistema respiratório será saudável.
Para amenizar os problemas respiratórios é necessário que se abra para a vida e aprenda a absorver o que está acontecendo à volta.

Sistema Digestivo
Está relacionado com a elaboração e aceitação dos acontecimentos. É como digerimos as situações da vida. A má digestão está relacionada à intolerância pelo alimento. Sua relação metafísica é com a recusa da situação que está atravessando. A não aceitação de algum processo da vida reflete-se na recusa do organismo pelos alimentos.

Sistema Circulatório
Esta função está associada metafisicamente à circulação da ideias pelo interior do ser. Reflete a maneira de como a vida está fluindo.
O bom fluxo do ser pelas diversas situações do cotidiano resulta em sucesso pessoal, consequentemente, em saúde física. Já os bloqueios e as resistências promovem o fracasso e também podem somatizar sob a forma de complicações circulares.

Sistema Urinário
Corresponde à manifestação dos sentimentos que estabelecem os relacionamentos afetivos.
A arte de relacionar-se consiste em manter a individualidade na convivência; aprender a ceder sem abandonar-se, preservar suas características sem impor sua vontade tampouco sufocar o parceiro.

Sistema Reprodutor Feminino
O grande desafio da mulher consiste na aplicação desse talento do ser.
Este talento se caracteriza pelo acolher o outro, envolver-se com as situações ao redor e até mesmo ceder à influência do seu próprio ego sem perder a integridade. Não se reprimir tampouco anular suas necessidades pessoais diante daqueles que lhe são caras.

Sistema Reprodutor Masculino
No âmbito metafísico o aparelho reprodutor expressa qualidades masculinas: o fluxo da criatividade, a manifestação do prazer e as características individuais do homem.
A necessidade de se colocar à frente dos acontecimentos e direcionar sua atuação na vida de forma a conquistar aquilo que almeja caracteriza a masculinidade.

Sistema Muscular
Representa a presença e atuação na vida. Capacidade e força realizadora, como nos colocamos naquilo que fazemos.
Os músculos ficam tencionados quando as ações são contidas em virtudes da resistência ao fluxo de um impulso natural ou imaginário.

Sistema Articular
Saber ceder e ser flexível no momento certo dá consistência interior. A consistência interior proporciona condições para administrar melhor à vida. As articulações são conexões funcionais entre dois ou mais ossos que permitem o movimento do corpo.

Sistema Esquelético
Representa ser firme naquilo que sente e não apegado aos critérios adotados. Eles representam a base de sustentação do ser na vida.

Sistema Endócrino
O Sistema Endócrino correlaciona-se metafisicamente com a estruturação interna do ser. É através dele que o corpo se faz atuante.
As glândulas interagem entre si, formando uma cadeia que coordena as funções do corpo. Elas lêem atitudes internas, refletindo em toda a estrutura orgânica através dos hormônios. Os estímulos hormonais são impulsos que sugerem a renovação dos padrões internos.

Sistema Nervoso
O sistema nervoso é um sistema receptor, porque está ligado á captação e percepção.
É a questão de notar e perceber e é a visão interior que leva à tomada de consciência.
Ele recebe todos os estímulos da vida e os transforma em algo que a consciência percebe. O sistema nervoso central, por ser responsável pela transmissão dos impulsos, é o caminho por onde percorrem as vontades, passando por regiões onde se alojam as crenças, valores e os registros que convencionam a agir de uma determinada forma frente às situações da vida. Quem retém os sinais dos impulsos nervosos geram bloqueios que resultam em nervosismo. Geralmente, quando a pessoa se reprime, são avaliadas as situações externas como causadora da sua repressão, no entanto, o que define uma condição interna são as atitudes mantidas frente às situações da vida.

Sistema Linfático
Metafisicamente o sistema imunológico representa: ser integro e atuante. Ter total domínio de si nas diversas situações da vida. O sistema imunológico é como o exército de um país que defende o território. O timo é o quartel general, o baço é a reciclagem e as células relacionam se a defesa que trabalha na fronteira.
Baço: Dínamo do corpo, metafisicamente é a fonte de vitalidade, mantém o vigor físico e a determinação.
Timo: Sentir-se protegido e amparado. Se defender de qualquer ataque

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...